Mais de 77 por cento dos alunos do nono ano em Campo Grande já ingeriram álcool

Os alunos campo-grandenses do 9º ano do ensino fundamental que já experimentaram bebida alcoólica totalizam 77,1%, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O percentual equivale a 9,8 mil estudantes dessa etapa, considerando o total de 12,7 mil em Campo Grande.

Os dados integram a segunda edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), realizada pelo IBGE em 2012 a partir de convênio com o Ministério da Saúde, com o apoio do Ministério da Educação. A publicação apresenta resultados sobre fatores de risco e proteção à saúde dos adolescentes e informações básicas das escolas.

A análise das características começa com dados sobre gênero, tipo de escola e faixa etária. Do total de estudantes do 9º ano na capital sul-mato-grossense, 6,5 mil são do sexo masculino e 6,2 mil, do feminino. No quesito dependência administrativa da escola, 11,1 mil estudam em escola pública e 1,6 mil, em estabelecimento particular. Com relação à idade, 39% têm 14 anos, 26%, 13 anos, 17,7%, 15 anos e 17%, 16 anos ou mais.

O consumo de álcool foi analisado também dentro de cada gênero. Segundo o levantamento, entre os garotos, 75,2% experimentaram bebida alcoólica alguma vez, índice pouco menor que os 79,1% entre as alunas. Ainda com relação à ingestão de álcool, 78,2% dos estudantes de escola particular experimentaram; em estabelecimentos públicos, o percentual é de 77%.

No questionamento sobre quem experimentou cigarro alguma vez, a resposta de 37,1% dos alunos do 9º ano foi afirmativa. Entre os meninos, 36,7% disseram que já fumaram e entre as garotas, o índice de afirmação chega a 37,5%. Sobre o uso de outros produtos de tabaco, 12,9% informaram que já usaram alguma vez.





Percentual bem próximo teve o questionamento sobre os alunos do 9º ano que usaram drogas ilícitas alguma vez: 11,3%. Os índices de gênero chegaram a 12,3% (masculino) e 10,3% (feminino).

A PeNSE constatou ainda que 81,7% dos alunos do 9º ano não trabalham, enquanto 15,9% trabalham e recebem e 2,4% trabalham e não recebem.

Direção de veículo e vida sexual

Outras características levantadas pela pesquisa são direção de veículo motorizado e relação sexual. Conforme o IBGE, 28,3% dos estudantes campo-grandenses do 9º ano dirigiram nos 30 dias anteriores, a maioria entre 13 e 15 anos de idade – o que é proibido pela legislação brasileira. Entre os garotos, índice de 39,6%; entre as meninas, 16,5%.

36% afirmaram que tiveram relação sexual alguma vez, de acordo com a pesquisa. No sexo masculino, o percentual chegou a 44,6%; no feminino, 27%.

Fonte: G1

Mais de 77 por cento dos alunos do nono ano em Campo Grande já ingeriram álcool
Rate this post




Deixe seu comentário